Festa da gastronomia e das receitas típicas das aldeias do Algarve

À descoberta dos sabores tradicionais


Preservar saberes para construir o futuro


É hoje um dado inquestionável que a gastronomia de um país é um tesouro valioso tal como as artes e os ofícios, a etnografia, a língua e a literatura. Como dizia Fialho de Almeida "transmite-se por tradição...Ninguém a inventou e inventaram-na todos".

Faz todo o sentido pôr em relevo esta expressão cultural, enriquecedora da nossa tradição,
tal como é feito, como por exemplo, com a língua a religião, ou as várias expressões artísticas.
É uma maneira de chamar a atenção para um património imaterial original, que importa
preservar e reabilitar pois que muito facilmente se perde e se adultera.

Preservar receitas é preservar tradições e culturas. A caldeirada, as cataplanas de peixe, o arroz de peixe, o bife de atum, o arroz de lingueirão, os carapaus alimados, as sopas ricas de

peixe as papas de milho ou xarém, os chocos à algarvia, o coelho à moda do campo, o galo guisado, a tiborna, o queijo de cabra, a sardinha assada, os enchidos, os perceves, o bolo de amêndoa, o mel, os doces de figo, o morgado de amêndoa, o Dom Rodrigo, e outras tantas receitas, seriam só por si suficientes para considerar a gastronomia algarvia um património único.
Mas há tantas outras receitas e formas de cozinhar menos conhecidas e que precisam de salvaguarda e divulgação urgente, através de uma recolha sistemática. Foi isso, em boa parte, o que este projecto tentou iniciar e a semente que tentou deixar.

No caso específico da cozinha algarvia a sua riqueza reside na especificidade e na diversidade dos produtos que utiliza, bem como na forma original como absorveu sabores e técnicas das ementas dos povos que ali viveram, com especial relevância para os árabes.

A gastronomia algarvia é o resultado do acumular de sabores de séculos de existência, misturado, afinado e refinado com os gostos particulares daqueles que cozinham.

Foi com base em toda esta história riquíssima e que não tem sido devidamente estudada, que elaborámos o nosso projecto de candidatura à iniciativa que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, em boa hora, resolveu desenvolver para promover a história da alimentação nas aldeias do Algarve.
                                                                                                           
Maria da Conceição Amaral - TerraCulta,lda
                                                                        ________________________________________________________________________________
 
O adágio popular que diz
"Quem passarinhos receia milho não semeia" é também um elemento demonstrativo da impregnação cultural desta planta.

Até há bem pouco tempo ainda se fazia farinha de milho, em algumas zonas do Algarve, triturando-se os grãos na "molineta", a mó manual herdada dos romanos.

Este milho mal moído era (e ainda é) aproveitado para fazer xarém (xerém ou zerém), as papas de milho comum a toda a bacia mediterrânica.

_______________________________________________________



Receitas recolhidas em Algoz  -  Concelho de Silves
Tiborna
Polvinho com Azeite
Sopa de Beldroegas
Sopas de Lebre
Arjamolho
Milhos com Carne de Porco
Migas de Alho
Doce de Ovos de Silves
Queijinhos de Amêndoa

Receitas Recolhidas em Aljezur  -  Concelho de Aljezur
Mexilhão à Aljezurense
Sopa de Peixe da Costa Vicentina com Massa
Couvada com Batata-doce
Bolo de Batata-doce

Receitas Recolhidas de Budens  -  Concelho de Vila do Bispo
Sardinhas Albardadas
Carapaus Alimados
Tiras de Febra Fritas
Papas de Caldo de Peixe
Milho com Morcela
Pudim Caseiro

Receitas Recolhidas em Cacela Velha  -  Concelho de Tavira
Ostras na Brasa
Sopa de Tomate
Papas de Milho com Presinhas de Porco
 

Receitas Recolhidas de Cachopo  -  Concelho de Tavira
Sopa de Vagens
Jantar de Grão
Cozinha de Batata
Bolo Fresco de Mel

Receitas Recolhidas de Estoi  -  Concelho de Faro
Caracóis à Algarvia
Sopa Montanheira
Chícharos de Estoi
Bolo de Nozes de Milréu ou Bolo Palácio de Estoi

Receitas Recolhidas em Monchique  -  Concelho de Monchique
Tiborna
Sopa de Feijão
Feijão com Batatas
Farófias

Receitas Recolhidas em Odeleite  -  Concelho de Castro Marim
Sopa de Fedeus de Odeleite
Açorda de Galinha
Creme Leve de Odeleite
 

Receitas Recolhidas em Querença  -  Concelho de Loulé
Salada de Cenoura
Sopas de Pão Caseiro Rijo com Bacalhau e Poejos
Jantar de Lentilhas
Xeringos
 

Receitas Recolhidas em Vaqueiros  -  Concelho de Alcoutim
Peixinhos da Horta
Sopa de Beldroegas
Coelho Bravo à Moda do Campo
Filhós de Canudo


Clique!

 

                                           fonte: Festa da Gastronomia e das Receitas Típicas das Aldeias do Algarve - CCDR Algarve



O Algarve   |   Arte & Tradição   |   Produtos   |   Doçaria   |   Descobrimentos   |   Presépio Algarvio   |   Poemas   |   Vinhos   |  Ordem Honorífica  |

Copyright 2005       Confraria dos Gastrónomos do Algarve        Todos os direitos reservados
Concepção e realização: Arte Digital